Aprendendo a Comer Salada

Gente, eu preciso fazer uma confissão (crianças não leiam): eu não gosto de folhas! Não gosto mesmo e não tem jeito! Porém, com o passar dos anos, com uma maior consciência alimentar, acabei desenvolvendo estratégias para consumi-las.

A primeira delas é adicionar vários ingredientes, como vocês podem ver na foto. Frutas frescar e secas, castanhas, frios, croutons, tudo isso vai muito bem para disfarçar acompanhar as verdinhas.

Um molho bem saboroso também ajuda. Tem uma receita básica que eu dei –> aqui. Você pode usar suco de cítricos como molho (laranja, tangerina, limão…), mostarda e mel também combinam e o gergelim preto por cima dá uma charminho, enfim, o importante é adicionar muito sabor, porque na minha opinião folha é papel. Cheguei ontem à noite de viagem, a geladeira está dando ECO, mas hoje vou ao supermercado e vou comprar muitos ingredientes para fazer saladas diferentes, em breve posto as combinações que eu mais gostei. Vou tentar trocar 1 refeição por uma salada para compensar a esbórnia que foi na Argentina.  
Acho a cara da rikezah aquelas mulheres magérrimas comendo uma saladchenha! Quem aqui curte um pratão de salada?

Ficou com dúvida?

Veja minha página de dúvidas frequentes

Tatiana Romano
por Tatiana Romano Criadora do Panelaterapia Conheça a Tati

Tatiana Romano, reside em Sorocaba, deixou a profissão de Psicóloga e Professora para se dedicar à sua paixão pelas panelas e ao blog Panelaterapia que mantém desde 2009. Hoje se dedica a cozinhar, fotografar, escrever e brigar com a balança.