Trança de Coco

Eu estava com uma vontade enorme de comer pão doce de padaria, mas resolvi colocar a mão na massa ao invés de sair p/ comprar. Peguei uma receita antiga e mandei bala na máquina de fazer pão. Usei a função “massa” (que serve para amassar os ingredientes e deixar a massa crescer), por isso, quem não tem máquina pode fazer sem problemas.

Ingredientes para 1 trança grande:
50 ml de água morna
50g de manteiga s/ sal derretida
2 ovos
1 colher (café) de essência de baunilha
2/3 xícara de açúcar
1/2 colher (café) de sal
250g a 350g de farinha de trigo (pode ser que use um pouco mais ou menos)
1/2 pacote (ou 5g) de fermento instantâneo seco para pães


Para quem tem máquina é só colocar os ingredientes na ordem acima e ligar no ciclo “massa”, no caso da minha máquina é a opção “8”. Ela vai amassar e deixar crescer, depois disso você retira a massa da máquina e continua o processo (demora cerca de 1h 30min). Para quem não tem máquina é só misturar os ingredientes acima e ir colocando a farinha aos poucos, até desgrudar das mãos (você pode usar um pouco mais ou menos da quantidade indicada). Deixe a massa crescer em local abafado por 40 minutos a 1 hora (eu gosto de colocar um papel filme sobre a bacia e deixar dentro do forno desligado). Na sequência, é só dar o formato que você quiser. Eu dividi em 3 partes, fiz 3 “cobras” (igual a gente fazia com massinha na escola manja?) e fiz uma trança.  Depois de modelado deixe crescer mais 20 minutos e leve para assar em 200º até dourar a superfície. O creminho de cima é aquele pudim de caixinha, porque essa cozinheira aqui é toda trabalhada na preguiça! O melhor para fazer isso é o de baunilha, mas eu só achei o de coco e fiz com esse mesmo. Para essa receita você vai usar 1/3 do pudim pronto. Prepare conforme as instruções da embalagem, deixe esfriar em temperatura ambiente, cubra o pão com o pudim e polvilhe coco ralado.  Ficou bem gostoso, a massa é uma delícia, mas vou pedir uma coisa p/ vocês: não usem pudim de caixinha… é UÓ!!! Tem gosto de remédio! hahahaha…. façam um creminho de confeiteiro honesto (tá cheio de receitas na net, “caça” aí) combinado?

Ficou com dúvida?

Veja minha página de dúvidas frequentes

Tatiana Romano
por Tatiana Romano Criadora do Panelaterapia Conheça a Tati

Tatiana Romano, reside em Sorocaba, deixou a profissão de Psicóloga e Professora para se dedicar à sua paixão pelas panelas e ao blog Panelaterapia que mantém desde 2009. Hoje se dedica a cozinhar, fotografar, escrever e brigar com a balança.

11 Comentários

  1. Oi Tati, vou fazer esta rosca linda e bem fácil. Domingo no café da manhã ela vai ser destaque em minha mesa.Bjs.

  2. Daniela ele não é igual ao fresco mesmo, não deixa a massa tão úmida, mas não sei dizer porque as suas ficaram duras. Eu prefiro o fermix ou Dr Oetker, o da fleischmann eu não dei sorte, nunca dá certo quando uso ele.
    Bjs

  3. Oi Taty,

    eu tinha comprado um fermento seco na padaria e fiz um outro pao, e deu errado. Ficou parecendo uma broa, duro, odiei!!!! Eu nunca havia usado o fermento seco.
    Achei que era a receita.
    Aí usei o restante do mesmo fermento para fazer essa receita aí. Ficou super duro também. Quase desisti de fazer pão forever… kkk (E olha que sempre faço com fermento fresco e fica ótimo!!!)
    Você acha que pode ser o fermento? Já aconteceu isso com vc?

    Obrigada e abraços!
    Daniela

  4. GENTE, VOU QUERER!!!! Nossa senhora da dieta, me ajuda!

  5. Está perfeita, que maravilha deve ser!

  6. Oi Tati, estava louca atrás de uma receita de pão doce! Já está anotada e pode deixar que o pudim de caixinha será descartado, rsrs.

    Bjins!

  7. Laura disse:

    Oi Tati,
    uma opção seria jogar leite condensado em cima e coco ralado. Melhor do que o pudim de caixinha

    Bjs.

  8. Nossa que perdição! Já salvei, vou tentar fazer!

  9. Vania disse:

    Oi Tatiana,boa tarde !!
    Quase senti o perfume é, pq pão doce é perfumado !
    Tenho a máquina mas nunca arrisquei este pão…hummm tudo de bom!!
    Beijo.

  10. Paty_Gidi disse:

    Adorei a dica de não usar o pudim de caixinha!

    Honestidade é tudo meu bem! 🙂

    bjosss