Arraial D’Ajuda – Gastronomia

Arraial tem muita oferta de restaurantes. Na beira das praias as famosas barracas cada vez mais bem estruturadas e no centro, com maior concentração na Rua do Mucugê, os restaurantes de todos os gêneros e preços. Não comi nada que me fizesse suspirar ou que fosse inesquecível, mas comemos bem na maioria dos locais. Não levem muito em conta as fotos, todas de celular, ok?

A La Plage é uma barraca que fica na praia do Mucugê. Tem um monte de tendas brancas, espreguiçadeiras e almofadas para você se jogar e se sentir em casa. Música ambiente com DJ, chuveiro e banheiros bem limpos. Acertamos na escolha do peixe na telha que estava muito bem feito. Veio com batatas, arroz, feijão, farofinha, salada e aquela pimenta arretada! O preço também é ótimo em relação a outras barracas que almoçamos.


Outra barraca bem bacana é a Maré, nas praia de Pitinga. Estrutura boa, espreguiçadeiras, chuveiro e banheiros legais. O peixinho empanado estava bem feitinho!

Em um dia que estava nublado saímos para caminhar pela praia e bem perto do local onde estávamos hospedados achamos a barraca Stella del Mare, na praia de Araçaípe, bem ao lado da famosa barraca do Sting, que estava fechada. Grata surpresa! O melhor atendimento de todos! A Lula a Dorê estava incrivelmente macia! Comemos peixe assado na telha com molho de ervas que estava maravilhoso (esqueci de fotografar). Depois desse peixe comecei a considerar o coentro (que eu odiava) como tempero bacana se usado na medida certa! O preço é mais salgadinho do que das outras barracas, mas valeu pelo atendimento e estrutura nota 10!

 

Na rua do Mucugê, a rua central mais famosa, comemos no Manguti, um restaurante de cardápio bem “eclético”, de massas a frutos do mar. Escolhemos o nhoque com carne de panela. Apresentação sem charme nenhum, aliás beeem desleixada, mas o sabor compensou. A carne estava derretendo! Muito bom.

 

Comemos a porção de mini acarajé no restaurante Morena Flor (também na rua Mucugê). Uma delícia! Meu marido que não curte culinária baiana odiou hahahaha.

Outro local que gostamos foi o Portinha, um restaurante por quilo, meio que uma mistura de restaurante mineiro com baiano, mas com uma comida bem digna. A moqueca de lula com camarão e o purê de banana estavam bem bons.


Comemos moqueca mista (peixe e camarão) no restaurante Mosaico (na Mucugê). O lugar é uma graça, aconchegante, música boa, mas os garçons, embora simpáticos, parecem que não terem sido treinados. O cardápio estava cheio de opções “tem mais acabou”, o que é muito desagradável! Achei a moqueca saborosa, mas “desleixada”. Peixe com couro, muitos espinhos, um pouco rala também. O pirão era muito bom! O preço não é abusivo, mas comemos bem melhor em outros lugares por um preço mais camarada.

O melhor da viagem: Sorveteria Coelhinho
No começo do post eu disse que não tinha comido nada que fosse “o melhor” da minha vida. Mentira! O sorvete dessa sorveteria italiana foi o melhor que já provei. Gente, que sorvete perfeito! O de chocolate com laranja é uma coisa de outro mundo. Chocolate amargo com pedaços de laranja cristalizada. Um sonho!!!


Roubada da Viagem: Restaurante Valentino

Perguntamos qual o melhor lugar para comer lagosta e nos indicaram o restaurante do chef  francês Valentino. Fomos de noite. Local sinistro para ir apé, rua escura atrás da igreja central. Deu medo mesmo!

Logo de cara achei o local sujinho e mal cuidado, mas “ok” estava disposta a fazer “vista grossa” se a comida fosse boa. Tinha vários insetos na mesa (até no prato) e muitas lagartixas “jantando” ao redor, mas “ok”estava em um local de natureza exuberante e tinha esperança que a comida compensasse.

Pedi uma caipirinha e o limão estava feio, com a casca toda marrom (não era limão cravo, era tahiti mesmo), parecia podre, mas “oqueeeei” a comida me faria esquecer.

Pedimos o famoso prato de 1 quilo de lagosta com batatas recheadas e realmente o prato era INESQUECÍVEL! Só que no pior sentido! Lagosta suja, sem limpar, apenas aberta e grelhada, sem nenhum tempero e com partes cruas. Nunca mais esquecerei deste desastre gastronômico. Péssimo!!!! Saímos com fome!

Ficou com dúvida?

Veja minha página de dúvidas frequentes

19 Comentários

  1. Lilian disse:

    Super recomendo Bistro do Oliveira…. Tempero único maravilhoso! A lagosta divina e ambiente super agradável.

  2. Oi Tati … adoro tb Arraial, não fui mais depois que tive filho mas tenho muitas histórias, foi lá que conheci meu marido! E comi em um daqueles restaurantes do "Quadrado" um peixe assado com molho de taioba vc tem alguma receita desse molho ? E sabe onde se encontra aqui em São Paulo? Bjs

  3. Fui em março, adorei as praias. Tem um quiosque de crepe deliciosos na pracinha e um bar que serve um sanduíche de gorgonzola com damasco e sucos deliciosos ao som de Beatles cantado pelo proprietário inglês. Muito bom.

  4. sonia paula disse:

    você não foi na pizzaria do Paolo, o lugar é adorável todos muito simpáticos e foi a melhor pizza que já comi.

  5. Poxa, fiquei até decepcionado por não ver comentário do Paulo Pescador.

    Quando foi em Arraial comia lá TODO DIA.

  6. Unknown disse:

    Tati, amo seu blog!! Passo horas viajando nele!!Ainda mais depois que descobri que você mora aqui em Sorocaba! Trabalho em uma flora e ficarei muito feliz em te vender as plantas de sua casa nova!!
    Fui pra arraial há uns dois anos!! Também tive decepções… uma pizza cone que era gelada dentro!! ( meu noivo treme só de lembrar!!) E também tinham alguns " aproveitadores " de turistas, eles nos pegam na rua para mostrar artesanato e um deles nos pediu uma " colaboração " de R$ 15,00 por uma flor feita de folhas… Era linda, mas não por tudo isso… rsrsrs
    Mas foi uma viagem maravilhosa! Amamos!!

    Beijos, Deus te abençoe sempre!!

  7. O Paulinho pescador realmente é insuperável tanto no sabor e higiene do lugar quanto na simpatia daquele senhor. E ele acabou por me indicar a lagosta do restaurante na rua do Mucugê Chamado BRAZIL como a melhor do local.

  8. Carol disse:

    Caramba, Tati!! Que desagradável esse lance da lagosta!! Fui em agosto e amei Arraial!! Não foram no La Morocha?!

  9. ANDRÉIA disse:

    Vocês nao foram no Paulinho Rei do Peixe? Que pena… O lugar é simples, mas achei a comida deliciosa e o atendimento maravilhoso.

    • Paulinho Pescador né? O dos PFs servidos nas cumbucas?
      Acabei não indo… eram poucos dias, fica pra próxima.
      Bjs

    • Eu estive lá em julho e não deixei passar batido o Paulinho Pescador… Simplesmente o melhor estrogonofe de camarão q já comi na vida! A massa com frutos do mar tb é ótima… E ainda tem um pãozinho de fabricação própria q ele serve de entrada q é tudo de bom! Tb fui ao Mosaico e ao Coelhinho e recomendo. Na praia da pitinga não lembro o nome de onde almocei mas a comida era divina!!

  10. Oie, tudo bem? Acompnha seu blog e se não diariamente quase suas receitas. Vi que veio a Arraial D´Ajuda depois que já tinha vindo. Sou paulista mas moro aqui a 3 anos com meu marido que já mora a 8. Da próxima vez que vier peço que não deixe de ir no Bistrô do Oliveira, fica afastado do centro.. na estrada da Balsa mas não pode perder. Além do lugar que é uma delícia os pratos são daqueles que vem pra mesa perfumados! A lagosta é algo inexplicável. O Chef é demais e super atencioso…. volte sempre… 😉

    • Maíra eu tinha deixado para ir no Oliveira no penúltimo dia, mas estava garoando e estávamos muito cansados, mas todo mundo recomendou muito. Fica para a próxima!

    • Acompanho seu blog e amei as dicas de arraial, amo esse lugar, tanto que pretendo me casar la no ano que vem. Realmente nao pode deixar de ir no Oliveira, lugar maravilhoso e comida excepcional. Bjos