Achei um Estrela Michelin no Meio do Caos

Primeiramente muito obrigada pelas felicitações sobre meu baby. Todo carinho e boas vibrações estão sendo muito bons para mim e bebê nesse mundo novo! Vou atualizando vocês quando tiver novidades!

Hoje quero contar sobre uma experiência gastronômica incrível que tive a oportunidade de vivenciar na Itália. Minha viagem começou em Milão e fomos descendo em direção ao Sul do país. Um dos últimos lugares que passamos foi Nápoles e depois de tantas belezas que tinhamos visto até então, mergulhamos naquele centro feio e caótico.

Nápoles tem um lado muito bonito que é a encosta do morro que fica de frente para o mar, mas o centro é meio assustador. Ainda tem aquela fama, que não sei até onde é verdade, de ser uma cidade comandada pela Máfia, então já tem uma aura de perigo.

Andamos por aquelas ruas sujas e cheias de brechós, mas não aqueles bacanas, aqueles que vendem coisas bem surradinhas mesmo, até o artesanato daquela região era assustador, uns bonequinhos medievais com cara de filme de terror, ui! Já estava doida para sair dali quando o nosso guia nos deu um tempo para almoço. Eu sinceramente estava descrente de que acharia algum lugar bacana para comer no centro quando ele apontou para uma portinha e disse que ali dentro tinha um restaurante com estrelas Michelin. Nem pensei duas vezes. Mesmo que fosse muito caro, e de fato fazendo a conversão foi, ainda assim faria Nápoles valer a pena.

interno

Era uma segunda-feira 13:00h da tarde e éramos os únicos clientes. O ambiente era bem simples, mas elegante e tocava música brasileira tipo “Seu Jorge” e Bossa Nova. Na parte superior era possível ver o chef Lino Scarallo trabalhando.

cardapio

Nos trouxeram o cardápio em inglês, mas pedimos uma degustação à escolha do Chef que começou com um espumante.A explicação de cada prato era enoooorme e em inglês, de modo que só sei traduzir do meu modo “caipirês” mesmo.Começamos com um atum cru envolto em cebola caramelizada, hortelã e com uma calda de laranja. Que combinação maravilhosa!

atum

Na sequência peixinhos fritos. Não sei que peixes eram aqueles, algo como uma manjubinha só que muito crocante. Acompanhada de lâminas de tomates, brotos e um molho agridoce.

peixes

O prato seguinte era tão lindo que dava pena de comer. Representava o fundo do mar. Um biscoito finíssimo de farinha de arroz, camarões, flores de brócolis e caviar. Uma obra de arte!

camaroes

Depois foi a vez da massa caseira com mexilhões e molho de abobrinha com hortelã. Novamente, que combinação!!!

massa

Carne! Servida sobre uma cama de repolho roxo agridoce. Não paro de questionar como conseguiram deixar a carne com aquele aspecto de “torrada” por fora quando por dentro ela derretia!

carne

E quando você acha que não é possível ter espaço para mais nenhum grão de arroz, é a vez das sobremesas, sim, foram três!!! A primeira um creme de mascarpone com amoras e um biscoito crocante que era sensacional! O segundo eu já não conseguia mais prestar atenção na explicação, só pensava em “como conseguir comer mais um” hahahahaha, mas era algo tipo, uma homenagem à confeitaria Italiana e o terceiro vários pequenos docinhos.

sobremesas

O menu para duas pessoas com uma taça de espumante, 2 águas e 2 sucos de laranja custou 150 Euros (quem converte não se diverte!).

Detalhe: Eu e o Marcelo parecíamos dois andarilhos, de mochila e tênis hahahaha.

Ficou com dúvida?

Comente aqui no post ou Veja minha página de dúvidas frequentes

2 Comentários

  1. Adriana lopes disse:

    Morri de rir vendo as fotos pensando que se fosse eu mesmo morrendo de vergonha teria tirado foto de tudo.

  2. Eliane Mf disse:

    Que sonho! Imagino que isso tudo valeu os 150 euros.

Deixe uma resposta