Por um Supermercado mais Ético

Eu sempre achei divertido ir ao supermercado, mas estou revendo este conceito. Não sei se estou dando azar, mas ultimamente estou pagando para não ter que fazer compras, ando me irritando sempre com atitudes egoístas e sem educação. E pensando nisso, fiz uma listinha de coisas que eu gostaria que fossem respeitadas quando vou ao “super”.
– Na placa do caixa rápido está escrito: “ATÉ 20 ITENS”, então se você tem 21, 22, 23, etc, você vai no caixa normal;
– Caixa preferencial nem preciso explicar para que serve né?
– Ficar em uma fila, colocar o marido em outra e a filha em outra para ver qual chega antes é concorrência desleal colegue; Não que seja proibido, mas dá uma raiva danada quando você pensa que finalmente sua vez está chegando, aí o “cara” da sua frente faz um sinal com as mãos e logo vem a sua “senhoura” com 2 carrinhos lotadaços;
– Não vai cair sua mão se você abaixar e pegar aquela batata que saiu rolando pelo chão;
– Se você resolver que não vai comprar um determinado produto e principalmente se ele precisar de refrigeração, devolva ao local correto;
– Operadores de caixa: não custa esperar o cliente embalar suas compras, para depois passar o cartão. Não precisa ficar repetindo o valor total da compra 80 vezes para botar pressão, o cliente não vai sair correndo sem pagar (pelo menos eu acho que não);
– Operadores de caixa: não custa esperar o cliente embalar suas compras antes de começar a passar as compras do próximo cliente;
– Operadores de caixa: não custa nada ter um pouquinho de cuidado com as compras dos outros, lata de milho não é bola de boliche okay?.

Desculpaê o desabafo, mas tá punk ir no supermercado!

Imagem daqui

86 comentários abaixo sobre Por um Supermercado mais Ético

  • Avatar Gisele disse:

    Olá pessoas! Isso tudo que falaram sobre idas ao supermercado é pura verdade! Desde a parte do cliente até a dá operadora. Mas a operadora sofre pois a cada 10 minutos está passando alguém e pode ser dentro de uma hora que várias pessoas mal educadas podem tiram o seu sorriso. Concordo q algumas fecham a cara mas eu penso que algum motivo ela deve ter. Porem sei tbm q o cliente não tem culpa! Não tem nada q descontar em alguém o q outra pessoa te fez. Mas também tem o lado de q alguns clientes só sabem encher o saco né! Só vão ao supermercado pra passear e arrumar confusão! Primeiro perguntam: moça tá aberto? Sendo q tá aberto o portão e está funcionand! Outros perguntam: moça tá fechado? Sendo q está fechado o portão! Isso acontece a tod momento é isso irrita demais! E tem tbm aqueles q não pode ver vc passar perto do caixa q já perguntam se vc vai abrir! Tipo assim se vai abrir espera por perto ali q dá p vc ser o primeiro. Agora fica enchendo o saco sendo q vc está contando dinheiro e etc…. Isso TD são bobeiras q estressam o dia a dia de todas as operadoras! E não parece! Outra coisa é deixar o carrinho como todos já citaram aí nos comentários… Mas o saco msm é vc nem ter colocado a senha do cartão e a pessoa está encima dá máquina e olhando p vc. Reparando o q vc compra o q vc paga e a senha do seu cartão. Tem q tirar mercadoria de cima p poder o cliente conseguir por a senha. Q falta de educação!!!!!!! Em relação as operadoras passarem mal as compras concordo q não pode ser assim! Pois o cliente q está apenas passando as suas compras não tem culpa de nada e vc tem q ter respeito sim com tudo q passa dos outros… Tudo é questão de bom censo e educação! Apenas isso. Ah outra coisa operadoras: dói os bracinhos trabalhar num lugar que não tem esteira e o cliente não puxa p vc as compras pesadas … Ainda mais quando o caixa rápido está vazio e vc no caixa de compras normal tem q ficar passando 3 volumes pq o cliente não quer andar mais 3 passos a frente prefere esperar vc terminar a sua enorme compra empacotar tudo p passar com vc ! Muitas coisas pra desabafar mas não cabe tudo aqui kkkkk. Bjs pra quem se identificou e a você operadora de caixa! Que Deus sempre abençoe seus clientes sua fila seu dia e seu trabalho! Que vc consiga ir embora em paz p casa!

  • Avatar maria de fatima do nascimento disse:

    Eu nao vejo nenhuma ilegalidade em diexar uma pessoa (familia) numa fila guardando um lugar. Ela não está tomando o lugar de ninguém.Furar fila é outra coisa. Mas deixar uma pessoa guardando um lugar para voce em uma fila; não é crime nenhum.

    • Avatar natercia disse:

      Não está se falando de crimes aqui e sim de educação e ética. Ninguém escolhe a fila do caixa que vai ficar pelo número de pessoas e sim pelo volume de compras. Então é um desrespeito danado a pessoa guardar fila. É só se colocar no lugar do outro…se cada um.que estiver a sua frente chegar com.mais um carrinho imagina o tempo da espera. Quando nos colocamos no lugar do outro fica mais fácil entender o que é correto é ético. Boa educação não exige legislação.

  • Avatar Vicente disse:

    Isso se chama respeito ao consumidor, será que um dia veremos isso aqui no nosso país.

  • Avatar Maria disse:

    Gostaria que alguém me passasse O número da lei que regulamenta os caixas rápido em supermercado.

  • Falou tudo é um desrespeito total.

  • Avatar Fran disse:

    Sugiro inclusão de mais um item:
    * Senhores clientes, esperem sempre o cliente da frente (já no caixa) terminar de empacotar as compras e pagar a conta…Não fique botando pressão empurrando o carrinho pra "chegar logo a sua vez". Fico P da vida qdo estou passando minhas compras, empacotando e o cliente de trás fica empurrando o carrinho pra me apressar. #desculpeodesabafo

  • Avatar Ta-chan disse:

    Evito de ir a supermercados, por que já trabalhei como caixa.Muita gente reclama dos operadores de caixa, mas vocês,que vivem num mundo de comercial de margarina, não consegem imaginar o que é tolerar a falta de educação dos clientes, os baixos sálarios, a falta de condições minímas de trabalho, a falta de funcionários e a máior das exigências: Não ter quebra!Quebra é quando falta ou sobra dinheiro no seu caixa.Sim, quando sobra dinheiro no caixa o operador paga!É muito estess.Sobre a falta do mínimo de educação dos clientes, alguns podem dizer que por ser um trabalho mal remunerado é por culpa da própia pessoa, que não estudou, mas só por isso essa pessoa merece ser humilhada enquanto trabalha?Não, né.Já fui agredida fisicamente por uma cliente por que eu não aceitei passar o cartão de crédito que ela dizia ser do marido dela(lembram dos cartões que não tinham chip, só tarja magnética?).Sobre a falta de condições de trabalho, algum de vocês consegue imaginar como é trabalhar sentado numa cadeira quebrada por até dez horas?Sem direito a refeição?Sem armários para guardar suas coisas?trabalhar em um lugar com 20 terminais e ter sete operadores?
    Então, seria muito bom se todos fizessem a sua parte,seja o caixa te desejando bom dia, seja você retribuindo o bom dia…Já sera um começo.

    • Amiga uma coisa não exclui a outra. O texto defende melhores condições para tornar "a vida nos supermercados" um pouco mais fácil. Isso inclui, como foi escrito, mudança de comportamento principalmente dos clientes, o que não exclui o meu direito de reclamar do péssimo atendimento dos caixas, das caras feias, dos produtos jogados sem respeito algum, etc. O ciente não tem nada a ver com o seu baixo salário e com suas condições de trabalho. Ele não pode ser responsabilizado por isso e isso não pode ser desculpa para um péssimo desempenho da sua função. O fato de uma pessoa notar que não está sendo bem atendida e exigir mudanças não significa que ela vive em um comercial de margarina, significa que ela sabe do papel fundamental que tem como consumidora e pode sim, exigir no mínimo respeito.

    • Concordo que tem que ter respeito!
      Se a pessoa não tem as mínimas condições de trabalho, que procure o sindicato ou outro órgão que a ajude, não colocar a culpa no consumidor!
      Quando um funcionário meu vem trabalhar de mal humor eu mando de volta pra casa pois não tolero mal atendimento aos meus clientes!
      Beijos.

  • Avatar Unknown disse:

    Sem falar nos caixas fantasmas! Quantas vezes fui ao supermercado e só estavam funcionando 5 caixa de 10? Um absurdo! E isso acontece em todos os supermercados de Fortaleza

    • Avatar Priscila disse:

      Em todos os supermercados principalmente os maiores isso é de lei, fora bancos e outros lugares também. Porque sempre se tem um número de guichês maior do que o número de funcionários, não importa o dia ou horário?

    • Avatar Udirlei disse:

      Todo supermercado tem mais caixas do que realmente vai funcionar. Isso é uma questão de lógica. O número de caixas total é uma prevenção para que em períodos sazonais ou horários de pico se possa redirecionar a mão de obra. Você só vai ver todos os caixas funcionando nesta época, pois ficaria muito caro manter todos os caixas funcionando o tempo todo. O funcionamento dos caixas é por demanda, como as turbinas de uma hidrelétrica. Se existissem caixas apenas pra rotina normal de movimento, o supermercadista estaria em apuros nos períodos sazonais. Então entendam que em média o supermercado vai ter o dobro de caixas que normalmente funcionaria.
      O funcionário não espera o cliente empacotar suas compras devido à pressão dos próximos clientes, porque o cliente só perde a pressa quando chega a vez dele. Aí ele demora de pegar o dinheiro, deixa a compra lá e vai pegar mais coisa… Antes disso fica chingando na fila. Não espere que um caixa fique sorrindo pra você depois de 6 horas passando por isso.
      Sou adminstrador de um supermercado e nunca exigi que funcionário ficasse sorrindo pra ninguém, que seja chamado de sonso e não peça pra que o cliente o respeite. Por outro lado, não tolero que a mercadoria seja jogada ou colocada de todo jeito na sacola(aqui empacotamos pra o cliente). O clientes são tão indisciplinados por aqui que tive que trocar o sistema de frente de loja pra um que mantivesse o pedido em aberto enquanto se passa outro, porque os clientes deixavam a conta no caixa sem pagar e iam passear na loja pra pegar mais mercadoria. E ainda assim reclamam porque acham que o caixa tinha que deixar a fila crescer enquanto ele sai e vai passear na loja.

  • Avatar bendita! disse:

    Adorei o post, desde que me mudei para Goiânia, simplesmente odeio ir ao mercado, pessoas mal educadas, preços errados, sem funcionários para dar informações, sujeira, produtos bagunçados nas prateleiras,um horror! Acho que estava mal acostumada, sou de Porto Alegre e lá ia sempre no Zaffari/Bourbon ( tem em São Paulo também). Supermercado impecável na organização e limpeza, funcionários dispostos a ajudar, se você pergunta onde fica algo e te levam até o lugar, empacotadores, se precisam eles te ajudam com as compras até o carro. Sem falar na cordialidade, bom dia, boa tarde e boa noite é de praxe. A diferença penso eu é que as pessoas são treinadas para isso e não somente "largadas" para fazer o que lhe der na cabeça. Isso é o mínimo que o cliente merece,um bom atendimento e ser tratado com respeito!

    • Avatar Jan disse:

      Bendita. Esse tempo, pena, é passado. Hoje, o atendimento do zaffari não é o mesmo. Nem se pode cogitar, aliás, de um supermercado que desperte no cliente satisfação por ver que, além do lucro, tem também um cunho comunitário. Isso seria utopia, eu sei. Mas aquele mercadinho do interior, cujo proprietário te conhece pelo nome, seria o ideal. O Zaffari já foi assim. No passado

  • Avatar Julie Way disse:

    Adiciono mais uma: Aquela pessoa que fica atrás de você e toda hora esbarra o carrinho na sua bunda. Manter meio centímetro de distância da pessoa da frente NÃO VAI fazer a fila andar mais rápido. Uns 30cm devia ser distância mínima permitida. ¬¬

    • Avatar Priscila disse:

      Nem fale, uma vez eu estava numa fila e uma pessoa com um carrinho atrás me espremendo, cada meio centímetro que eu andava pra tentar escapar dela, ela ia para frente também. Quando viu que eu olhei feio ainda achou ruim, reclamando que eu não estava vendo que o espaço era pouco. Oras, ela é que estava fazendo o espaço ser pouco, se ela não fosse para cima de mim a cada meio passo que eu dava, daria uma certa distância e o espaço ficaria bom pra todo mundo, santa ignorância.

  • Avatar Priscila disse:

    Tem uma coisa que me incomoda profundamente.
    Eu apóio e respeito as filas preferenciais, o atendimento e assentos preferenciais, acho certo e justo. Mas algo que me irrita profundamente é o supermercado estar lotado, todas as filas enormes e eu ver o caixa preferencial vazio e na minha frente ter uma pessoa (claramente idosa, grávida, com necessidades especiais etc). Pô se tem a fila preferencia e essa está vazia, não fica na fila que o resto das pessoas são obrigadas a entrar.

  • Avatar Caro Giacomet disse:

    Apoiada… Outra coisa que realmente me irrita são os estoquistas que travam todo um corredor com seus carrinhos gigantes….. As vezes o carrinho está parado ali e tu não vê ninguém nem perto….

    A fila preferencial então, é uma vergonha!!!! Estou grávida e seguido tenho que ficar na fila pois sempre tem um beleza que se acha no direito de ficar atravancando a fila!!!

    Vale emendar a crítica ao estacionamento? Existe vaga preferencial pra quê, hein??? Já discuti com uma segurança do estacionamento que me disse que o trabalho dela era cuidar só da vaga de deficiente, que ela não podia atender a vaga de gestante!

    Affe,

    Caroline

  • nossa, falou tudo… tenho dito ao meu namorado que se pudesse pagaria alguem pra ir ao supermercado pra mim, mas por 1001 motivos isso logico que nao daria certo… resumindo: DETESTO IR AO SUPERMERCADO!!!

  • Avatar Unknown disse:

    Nossa estou passando pela mesma raiva nos últimos meses, mas pior ainda é que o mercado perto de casa, se você bobear passam e levam o fardo das sacolinhas, isso mesmo ROUBAM AS SACOLINHAS. É meio que um bobeou dançou…sempre que vou nele me sinto nessas competições, sai o cliente da frente meu marido já segura as sacolinhas, senão leva um tempinho ate o caixa localizar um fardo novo.

  • Avatar Ana Claudia disse:

    Tati, vc falou tudo, mas tem uma coisa que vi a semana passada na cidade que estava viajando, mandei email para a empresa e nem se dignaram em me responder. A funcionária estava montando pizzas doces com morangos tirados da caixinha sem serem lavados, fiquei abismada com a situação, agora como podemos confiar que o açougue deles é bom? E a padaria? Desrespeito total ao consumidor.
    Beijinhos, boa semana

  • Avatar Tatiane Penha disse:

    nossa!! eu queria comentar mas tudo já foi dito, meu pecado é deixar muitas vezes o carrinho pequeno no caixa pois como esses carrinhos são minoria sempre os pego no caixa também, mas vou parar com essa falha que realmente atrapalha quem vem atrás 😉 beijão a todos, depende de nós fazer um mundo melhor pra nós mesmos =)

    • Avatar Priscila disse:

      O pequeno ainda vai, logo vem alguém e pega como vc faz, até porque os carrinhos pequenos geralmente são escassos nos mercados, o problema são os bonitos que deixam os carrinhos grandes e no meio da passagem do caixa, tipo, se alguém quiser usar esse caixa, terá obrigatoriamente que tirar o carrinho de onde o fulano deixou.

  • Avatar fátima disse:

    bom, eu quase não vou ao supermercado, pq faço compras online, mas concordo com quase tudo que foi escrito. acrescento uma reclamação, especificamente referente ao carrefour pamplona. como o estacionamento não tem controle, as pessoas deixam o carro lá e vão trabalhar, almoçar, passear, fazer compras (em outras lugares), e os clientes ficam sem vaga. algumas vezes entrei e saí do estacionamento e não encontrei vaga, deixando de fazer compras. já reclamei "N" vezes, e a resposta é sempre a mesma: vai ser implantado sistema de controle.
    acho uma falta de respeito das pessoas que usam o estacionamento indevidamente, mas também um desrespeito do supermercado com os seus clientes, já que não toma nenhuma atitude para coibir os abusos.

  • Avatar Inês disse:

    Oi Tati, creio que vc conseguiu resumir um sentimento comum em todos nós. Acrescento que uma coisa que me deixa possuída é o hábito daqueles que pegam carrinho para comprar 03 ou 04 produtos, e depois largam o carrinho no caixa, atrapalhando quem vem logo atrás. O traste!!!
    Bjs.

  • Avatar Marcia disse:

    Olá Tati,
    Parece que teu desabafo é reclamação geral! Eu tb ando meio cansada de ir ao mercado, embora sempre gostei muito… procuro ir agora em horários que sei que o mercado estará mais tranquilo (isso significa após 21:30 ou antes das 8:00). Mas as pessoas estão mal educadas mesmo.
    Nesse final de semana mesmo, eu avisei à mocinha do caixa que não era para passar minha compra ANTES do cliente da frente acabar de empacotar as coisas. E explico o porque: já tive que avisar "cautelosamente" ao cliente da frente que aquele pão que ela estava colocando na sua sacola era meu :-S situação desagradável, não?
    não está fácil… e agora, final de ano, tende a piorar 🙁
    Abraços

  • Nossa eu também ando fugindo dos supermercados, pq além de tudo isso que vc disse, a maioria das pessoas que trabalham no caixa trabalham com uma cara fechada, e na hora de passar a compra fazem aquela cara de merdinha claro que não são todas mais até hoje nas grandes redes de supermercado não tive sorte com os caixas , da vontade de passar tudo e falar que não vou levar mais, e fora quando passam em item duas vezes em grandes compras as vezes a gente nem percebe pq esta tirando os itens do carrinho, fora outras coisinhas compartilho de tudo que vc disse e mais um pouquinho rsrsr

  • Avatar Adriana disse:

    Concordo com todas as publicações e acredito que o maior mal está na falta de educação generalizada no Brasil… existem familias que vão inteiras passear no supermercado, atravancam o corredor e quando você pedi licença não se mexem e olham para você como se você tivesse xingado a mãe deles. Ta faltando educação e civilidade.

    • Avatar Priscila disse:

      Esse pessoal que faz da ida ao supermercado um programa de família é uma tristeza para nós que vamos ao mercado apenas por necessidade. Sempre vamos no mercado eu e o marido, o filho fica em casa jogando vídeo-game.

  • Posso incluir mais um? Operador de caixa quando o cliente lhe desejar bom dia/boa tarde/ boa noite a resposta não é quer CPF na nota?

    Tô contigo para um mercado melhor!!

    Grande beijo!

    Amo o seu blog, comecei a segui-lo em dezembro/2011 para fazer bisnaga de brigadeiro no meu aniversário e de lá pra cá não parei mais.

    Sucesso pra você!

  • Avatar Cintia Tin disse:

    Oi Tati, não resisti a esse bate papo e vim meter o bedelho. 😀

    Aqui é tudo isso, só que ao contrário!!
    Moro no Japão a quase 12 anos e sempre que volto ao Brasil fico assustada com essas coisas do dia-a-dia.

    Aqui o sistema é de cestas, que encaixam nos carrinhos.
    Vc coloca a sua no caixa e a moça vai passando no leitor e colocando já em outra cesta.
    Se você tiver com a eco-bag da loja, eles colocam já diretamente dentro delas.
    Você paga e leva a cesta para um balcão só pra empacotar.
    Não fica tumultuando a fila.

    E fila, só em dias muito cheios mesmo.
    Os japoneses respeitam os consumidores mais que tudo.
    Se tem uma filinha de 2 pessoas, já abrem os caixas ao lado.
    Todo o supermercado é treinado para todas as funções.
    Já fui atendida até pelo rapaz do açougue, em hora de rush.

    Em lojas pequenas o cuidado ainda é maior que nas grandes redes.

    Um abraço,
    Cintia.

  • Avatar Regiane Lima disse:

    Aplausos…eu concordo plenamente se para quem gosta de ir ao supermercado isso tudo é irritante imagine para quem já odeia o simples fato de ter que escolher a melhor verdura ver a data de validade de tudo….Eu quase tenho um ataque de nervos quando penso que tenho que fazer compras aff

  • Avatar camila disse:

    Tati, concordo contigo na maioria das reclamações com respeito às atitudes dos consumidores que vão aos supermercados. Mas, quanto às reclamações dos operadores de caixa, não podemos deixar de levar em conta que no nosso mundinho, eles precisariam ser solícitos, bonzinhos e com um sorriso na cara 24h, mas não é bem assim né? Estamos ali no mercado de passagem, e eles estão lá trabalhando muito e ganhando uma merreca. Por isso, muitas vezes há funcionários destreinados, de mau humor, etc. Sem contar a questão de passar os produtos do próximo cliente antes de vc pagar, claramente as grandes redes de supermercados devem ter metas de tempo nos caixas, por isso eles aceleram tanto o processo. Pense nisso… tem muita coisa por trás desses problemas. Abraços

  • Avatar Drika disse:

    Nossa adorei esse post hoje eu digo a mesma coisa, assino totalmente embaixo, não gosto mais de supermercado, não sei onde foi a parar o respeito, educação, sensatez, as pessoas… sabe, além tudo dito, tem ainda os preços bagunçados, eles colocam produtos na promoção, e depois esquecem de tirar a plaquinha e qdo vamos pagar, ai não batem o preço o Extra é campeão aqui na minha cidade, ai eles são obrigados a fazer o preço que tava lá, e outra coisa que me irrita, pq as pessoas,deixam os carrinhos nos estacionamento, ai invés de devolver, eu sou a favor, do derrubou…pega, pegou …devolva, sujou….limpe, desarrumou….arrume, e estou criando meus filhos assim e não acho que exagero, pois eu tenho certeza que no futuro mesmo que muitos não sejam assim eles serão, nunca jogar nada no chão, outro dia meu filho vindo de um mercadinho perto de casa, viu uma mulher jogar papel no chão ele olhou e falou alto, mãe olha ela jogou o papel no chão…minha filha falou ontem mesmo de uma mulher que deixou cair pão no ônibus da excursão que fomos p parque da Xuxa, com pessoal da escola, a mulher nem pegou, as vezes acham normal, mas meus filhos, não acham normal, pq eu ensinou e vou cobrar sempre, ter respeito pelo próximo, ser sensato, educado, acho que é o minimo que temos que ensinar, nossos comportamentos, tbm são exemplo, e tá difícil mesmo esse mundo pra se viver, nem sei expressar uma palavra, pra tudo isso, mas que tá difícil tá, ta sendo insuportável, qdo estive grávida, ninguém respeita tbm, e tenho dó dos idosos, acabou-se o respeito, mas que as pessoas se esquecem que um dia serão idosos tbm ai vão ver o qto sofreram….
    É tenso Tati, e gentileza gera gentileza…que nossos filhos nos sirvam de esperança!
    super bjs
    adoro seu blog 😉
    Dri 🙂

  • Avatar Kekinha disse:

    Outra coisa, caixa preferencial já diz né? PREFERENCIA pra tais situações, mas não quer dizer EXCLUSIVIDADE. Então, certa vez meu marido foi comprar pouca coisa no supermercado daqui (2 ou 3 itens), aí vendo que as filas estavam imensas e só os 2 caixas do preferencial vazia, foi lá pagar. Chegando, o caixa diz "o senhor não pode comprar neste caixa. Aqui é preferencial", marido responde: "sim, eu sei, mas não há, NESTE MOMENTO nenhum idoso, deficiente, grávida ou criança de colo para ser atendido, logo eu posso sim ser atendido aqui." O caixa fez a maior cara feia do mundo e disse q ele não poderia. Marido: "vc realmente sabe a diferença entre preferencial e exclusividade????" Ele explicou a diferença, sim teve que fazer isso, e o caixa, mesmo a contra gosto, passou as compras. Quando marido estava se retirando, chegou uma senhorinha e outro rapaz, aí ele falou: "agora sim, este rapaz, vai dá a PREFERENCIA para a senhora e assim q ela pagar, caso n haja nenhuma outra situação de preferencial, ele poderá, sem problemas, ser atendido. Entendeu?"
    Simples assim.

  • Avatar Kekinha disse:

    Tati, se um dia vir para Belém/PA, POR FAVOOOOOOOR vá em um supermercado daqui. Não, aqui não existe Extra, Wal-mart, Pão de Açúcar, Carrefour, aliás poucas pessoas conhecem tais supermercados. Aqui existem 2 ou 3 grandes supermercados que aplicam preços absurdos, não tem isso do próprio cliente embalar compras, ainda existem meninos embaladores, vc não passa com o carrinho pelo caixa, vc tem q antes de ir para o caixa pesar suas frutas e verduras (enfrentando outra fila), carrinhos, por não passarem pelo caixa, ficam amontoados aí vem outro rapaz recolhendo, SEMPRE usam 2 sacolas plásticas para os produtos, fora que TODOOOOO o atendimento é SUPER mal educado, parece que estão te fazendo um favor. Além disso a parte de frios está sempre suja, carnes podres então… Enfim, só quando vim morar em Belém é que eu, infelizmente, peguei ódio mortal de fazer a feira do mês, é tipo, o pior dia que existe! Me sinto num Brasil de 20 anos atrás. TENSO.

  • Avatar Jack Lins disse:

    Concordo plenamente contigo, eu adorava ir ao supermercado, agora detesto por essas e outras coisinhas mais.
    Tenha uma ótima semana.
    beijos
    Jack
    http://www.meucantinhos.blogspot.com.br

  • Avatar Nina Dias disse:

    Muito bom, isso tudo , e mais um pouco, a folgadice dos clientes que acham que estão sozinhos no supermercado, que não olham os pés das pessoas à frente delas, que ficam comendo algo que nem pagaram, absurdo..Eu já esgotei minha paciência quanto a isso, só vou ao supermercado 1 vez por semana e logo que abre, porque as pessoas que vão nesse horário são mais as que detestam ir como eu…Respeito ao dono e à quem está usando o mesmo espaço…falta muito pra evoluir!!!bjs Nina

  • Avatar Unknown disse:

    Muito bom. Deveria ser distribuído e divulgado entre consumidores e supermercados. Acrescentaria apenas que quem compra alguma coisa, tem obrigação de pagar o preço e direito de receber o troco correto. Hoje, ocorre um verdadeiro abuso e não existe Ministério Público que tome uma providência no sentido de coibir o absurdo. Exemplo: Se o preço tiver fração superior a R$ 0,05 (cinco centavos), o estabelecimento não devolve o troco ao cliente. Supondo uma compra de R$ 0,56 (cinquenta e seis centavos), o consumidor entregará R$ 0,60 (sessenta centavos) e não receberá o troco de R$ 0,04 (quatro centavos). Caso inverso,se o mesmo cliente quiser comprar alguma coisa e não tiver o dinheiro todo, se lhe faltar os mesmos R$ 0,04 (quatro centavos), o supermercado não abonará a compra. Os supermercados deveriam ter toneladas de moedas de um centavo para troco.

  • Avatar Nicole disse:

    Tati, moro na Alemanha há alguns anos já, e ADORO o sistema de supermercado daqui. Em primeiro lugar, europeu nem se compara com brasileiro, neah? Tá para nascer gente mais sem educação, sem simancol, sem civilização… enfim. Lembro que quando fazia compras no Brasil ficava POSSESSA quando os produtos não tinham preço. Pô, como assim? Posso levar de graça então? O Carrefour que eu frequentava foi indo de mal a pior, a ponto de eu tirar fotos um dia para provar que, dos 32 produtos que comprei, 17 (dezessete!!) não tinham preço. Pode uma coisa dessas, Arnaldo?

    Na Alemanha, a história é outra. O caixa é "THEFLASH", coisa que também jamais daria certo no Brasil, porque madame que é madame gosta de empacotar produto por produto em DUAS sacolinhas plásticas, claro, enrolar para pagar, fingir que não é com ela, e a fila aumentando, aumentando… nunca fiquei mais do que 7 minutos na fila aqui na Alemanha. Eles contam! É uma outra realidade, um verdadeiro respeito ao cliente. Ah sim, NADA de empacotador, óbvio. Ridículo essa coisa de brasileiro achar que sempre tem que ter alguém "servindo". Ê, senzalinha…
    Aqui vai um vídeo de como os caixas passam os seus produtos: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=wwPLBjDnXgA.

    Nem quero discutir a questão das sacolinhas no Brasil porque ela me envergonha e me deprime. Sem comentários.

  • Avatar Daniele disse:

    A d o r e i….e to rindo até agora. Realmente, são coisas do cotidiano que inrrita todo mundo e ninguém desabafa. E se fala no supermercado alguém fica de cara feia.
    Parabéns, ótimo post

  • Avatar Eliane Lima disse:

    Oi concordo com tudo que você falou e tem mais um item que eu acrescento final de mes com o super lotado você levar um carrinho no calcanhar nimguém merece beijos eliane lima

  • Avatar Preta disse:

    Concordo Totalmente! Eu amava ir ao Supermercado mas agora eu estou fazendo compras online só pra não me estressar com essas coisas que você citou! Mesmo pagando o frete eu acho barato pela conservação de meu rosto sem rugas!
    Bjs!

  • Avatar Angela Souza disse:

    Aorei o post, bem pertinente!

    Está cada vez mais punk fazer compras nos supermercados… anda tudo errado, pq as pessoas estão perdendo a noção mínima de EDUCAÇAO!!!

    Levo a minha mãe pras compras, ela ela tem 79 anos, então sei bem o que é o desrrespeito aos idosos… fila preferencial é sempre estressante, pq a maioria não respeita 🙁

    E assim caminha a humanidade…

  • Avatar Danieli disse:

    Apoiadíssimo!!!! Principalmente a questão de colocar um membro de cada família na fila, cada um segurando um carrinho. Esses dias aconteceu comigo e eu dei uma bufada bem sonora e fui para outra fila para talvez a pessoa se tocar! Também apoio a questão dos operadores irem passando a compra dos outros antes de você conseguir colocar as suas em uma sacola. Se bem que, bem que a pessoa que está atrás da gente também poderia cooperar dando um espacinho de um palmo que seja, entre as suas compras e as dela!!!
    Muito bom post!

  • Avatar Luciana disse:

    Somos nós mesmos que agimos assim , então galera cada um fazendo a sua parte seria de muita ajuda né . Até parece que são os ETs que fazem grosseria nestes lugares

    • Avatar gds disse:

      Concordo plenamente! Fico tão sem graça quando sou eu a "sem-noção" que faz "barbeiragem" no meio do mercado….

  • Oi Tatiana, tudo bem ? Realmente está muito difícil fazer compras ou ir à qualquer lugar. Algumas pessoas não têm "simancol" e acham que podem fazer o que bem entendem. A questão do caixa "rápido" me irrita profundamente. Uma vez fui ao Extra ( Faz tempo !) e uma senhora estava com mais de 20 itens no carrinho (acho que uns 35)e eu não acreditando que a fulana iria ficar ali naquela fila, decidi chamar o "gerente" e perguntei se poderia passar mais de 20 itens no caixa. Ele ficou vermelho, sem ação, não sabia o que falar e a fulaninha na minha frente fazendo cara de paisagem. Voltei a perguntar e aí ele pediu à senhora que fosse para a fila não-expressa. Nem preciso dizer que a mulher xingou até a minha 5ª geração. Antes eu ficava calada, só observava, agora não, chamo o gerente, o presidente, seja quem for, mas boto a boca no trambone…rs
    Só assim poderemos melhorar um pouco essa situação. Mas como aprendi: "Educação vem do berço" e o respeito ao próximo e a tudo que está ao nosso redor ainda vai demorar para acontecer. Se cada um fizesse a sua parte seria bem melhor, não é mesmo ?
    Bjs

  • Avatar Caremyx disse:

    Oi Tati,
    Tudo o que você disse esta certo. Mas o que mais que incomoda é a gente que se faz de desendida na hora de escolher o caixa rápido. Houve uma vez que eu tive que chamar o gerente porque a mulher estava passando com um carrinho lotado, e sabe qual foi a desculpa dela? "No tinha visto que era caixa rápido". Foi muito constrangedor tanto para ela quanto para mim que fiz o papel de bruxa, mas se as pessoas não fizermos nada e continuarmos somente olhando e suspirando com a má educação dos outros nada mudará.
    Outro ponto que vejo muito no supemercado que faço compras é que as pessoas não respeitam a vaga para idosos e deficientes, eu olho com cara feia cada vez que vejo alguem sem educação ocupar o lugar que é reservado para outros.

    • Avatar Sandra disse:

      Tem mais ou menos uns 4 meses, eu estava grávida (de 8 meses) e fui ao supermercado no caixa preferencial e tinha uma mulher com a filha de cerca de 12 anos na minha frente, detalhe: estavam em caixa errado, nenhuma das duas tinham nada de estarem ali. Quando chegou a vez delas passarem as compras, a menina virou pra mãe e disse que era para ela (a mãe) deixar eu passar na frente pois eu estava grávida e insistindo pois a mulher fingiu de surda. Aceitei e agradeci, mas na verdade estava fula da vida pq a mulher me viu várias vezes em pé na fila, logo atrás dela e viu que estava grávida, ou seja, foi para o caixa preferencial que estava mais vazio, ok, mas se é preferencial se caso chegar alguém que se encaixe neste perfil tem que permitir a pessoa passar na frente ou então nem dê as caras (de pau) de aparecer neste tipo de atendimento. E agradeci diretamente para a garota, pois acho que na hora que ela falou com a mãe é que ela percebeu que eu estava grávida e espero que a mãe tenha aprendido a lição que a filha de 12 anos lhe deu. Outra coisa, eu só utilizei este tipo de caixa nas duas vezes qm que estive grávida e quando via outro caixa, sem ser o preferencial mais vazio ia neste sem reclamar.

  • Tati, super concordo com você!! Tá cada vez mais difícil. E quando está chegando a época do natal, a situação piora

    E tem também cada povo mal educado que me irrita de uma maneira….

    Beijos

  • Avatar neri disse:

    E tudo isto que vcs falaram e tem mais no supermercado tem que fazer as contas antes e conferir no caixa.Porque eles roubam na sua cara e quando vc vai mostrar o erro fazem cara feia e quando colocam produtos em oferta no folheto so que não esta em lugar nenhum no mercado e os responsáveis pelo setor não querem ir buscar o produto emuito estressante.Eu chamo o gerente.

  • Avatar Sandra disse:

    Olá, tudo bem? Compartilho de suas reclamações pois tbm são minhas, o que já reclamei de pessoas que abandonam os carrinhos no caixa depois de colocar as compras na esteira, não é brincadeira!! Tem tbm que não existe preço nos produtos, nas gôndolas e nem mesmo conseguimos passar o código nas máquininhas, ou pq não conseguimos passar ou pq não está cadastrado ou pq as mesmas não funcionam, mesmo depois de ter andado o supermercado todo achando uma. O pior é que está chegando o Natal e nos deparamos com caixas mais inexperientes, lentos sem saber de nada, de código nenhum, nem mesmo como se passa um cartão. Pq não os colocam em treinamento pelo menos uns dois meses antes. Parece que começam a trabalhar no dia 24/12 quando está tudo cheio. E sou a favor de empregar adolescentes acima de 15 anos para empacotar SEM QUE PAREM DE ESTUDAR, iria tirar muitos do ócio que só contribui para a marginalidade. Antigamente tinha esses garotos e levavam as sacolas ou os carrinhos para senhoras ou grávidas. É bom para os garotos começarem a aprender que trabalhar é bom e pode dar outras oportunidades na vida.

  • Avatar Suelly Tiezzi disse:

    Realmente está bem assim mesmo e olha que moro no interior em cidade pequena, mas ainda assim é um caos.
    Sobre este povo que para bater papo no corredor, perdi meu senso de educação e bons modos, eu saio empurrando com o carrinho, passo por cima de pé, virei a grossa mesmo. Outro dia até ofereci um galo caipira para um casal levar pra casa, assim enquanto cozinha e demora porque é mais duro eles colocavam o papo em dia e não atrapalhavam quem tinha ido comprar e não fofocar.

  • Avatar lili disse:

    Ahhh… Eu amava ir no super, agora que não posso mais, até desses problemas sinto a maior saudade.

  • Nós que moramos em uma cidade pequena a coisa é mais tranquila com relação aos caixas pois normalmente são pessoas gentis e educadas. Mas tem pessoas muito folgadas que deixam seus carrinhos atrapalhando a passagem, sem contar as crianças que pegam aqueles carrinhos menores e acham que os corredores é área de lazer e se você não ficar ligada pode até ser atropelada.

  • Tati adorei..
    Além disso tudo o mal humor de alguns caixas é de matar, e aqueles que nem o bom dia respondem?
    Deus é mais..

    Carrinhos, e cestinhas largados congestionando ainda mais a fila acaba com qualquer humor srsr

    Um beijo..
    Estava com saudades desse cantinho fofo..

    Sheila

  • Avatar Julia disse:

    Sabe uma coisa que me tira do sério?! Quando a pessoa passa todas as suas compras e larga o carrinho pra trás, na fila. Será que elas não têm desconfiômetro que aquele trambolho vai atrapalhar o próximo cliente a colocar as compras na esteira do caixa?! Custa tirar o carrinho dali?

    • Avatar Priscila disse:

      São duas, isso aconteceu comigo ontem e acho que largar o carrinho na fila é uma atitude extremamente arrogante com quem está atrás.

  • Avatar Unknown disse:

    Tati,
    Na Europa, nao existe o "mocinho para empacotar" e nem o"mocinho que recolhe os carrinhos". Aqui para pegar um carrinho vc tem que encaixar uma moeda e com isso soltar o carrinho de uma pequena corrente que prende o carrinho ao da frente e assim por diante. Qduando vc devolve o carrinho no lugar (prendendo novamente a corrente em outro carrinho da fila) a tua moeda eh devolvida. E como ninguem quer deixar o dinheiro, todo mundo devolve o carrinho no lugar certo. O mesmo acontece com os carrinhos pra mala em aeroportos (acho que no aeroporto de Guarulho/SP tambem eh assim, nao ?)
    Ah, e como tambem nao tem o "mocinho que empacota", as caixas sao "the flash" passando os produtos e vc mais rapidamente ainda acomodando tudo nos caixotes ou sacolas de plastico que traz de casa.
    Isso tudo faz muita diferenca, mas jamais daria certo no Brasil porque as pessoas nao suportariam a "humilhacao" de terem que guardar seus proprios carrinhos e nem de carregarem sacolas ou caixotes pro supermercado….Tanto que ate tiveram que voltar atras na lei que proibia as sacolinhas, ne ?
    Iriam reclamar de precisarem ter sempre uma moeda de 1 real na carteira pra poder soltar o carrinho, em ter que andar ate os pontos onde eles ficam presos…enfim.
    Eh isso ai mesmo.
    Andrea

    • Avatar gds disse:

      Uma coisa é o empacotador. Outra é a lei da sacolinha.
      Não concordo com a lei da sacolinha como ela saiu. Acho um absurdo a "Dona Maria" ser responsabilizada sozinha pelo aquecimento global.

    • Avatar Priscila disse:

      É, claro que a intenção é boa mas é complicado isso de não ter sacolinhas, pois muitas vezes precisamos fazer uma compra urgente sem termos nos planejado previamente para levar sacolas de casa, ou até porque na correria saimos atrasados e esquecemos de pegar. Pra quem anda de carro até dá pra se virar sem sacola, mas e para quem está a pé ou de ônibus? Nesse caso nem é tanto uma questão de comodidade, mas de ser praticamente impedido de suprir uma necessidade, é difícil. Pode-se comprar as sacolas retornáveis geralmente vendidas nos mercados, mas se cada vez que a pessoa está sem sacola for comprar uma retornável, vai gastar um dinheirão e ficar com uma loja de sacolas em casa. Além do mais acho que todo mundo utiliza sacolinhas para embalar lixo, se não tiver a sacola teremos que comprar sacos de lixo, que também são de plástico, a única diferença é que teremos que gastar para isso e os sacos estão bem caros ultimamente.

  • Avatar BloggerdeMim disse:

    Gente, eu não gosto de fazer compras, vou porque tenho que ir! Ir ao mercado andar e fazer aquelas comprinhas com tranquilidade o melhor horário é a noite(depende do dia e época do ano, né) ou durante o dia,mas naquele dia da semana que você descobre que tem pouco movimento.Infelizmente para quem trabalha, muitas vezes tem que ir quando dá mesmo. Não ter ninguém para ajudar a embalar as compras, você nem terminou de embalar as suas e os operadores começam a passar as compras de outro cliente é algo muito chato, mas o que me irrita de verdade é esse negócio de cobrir a oferta do concorrente. Aí a fila não anda porque a pessoa pegou um monte de coisas que é oferta em outro mercado, não marcou nada no jornalzinho e fica toda enrolada procurando o que é oferta e a pessoa ainda passa o tal jornal para outro cliente que se enrola também fazendo a fila demorar ainda mais. Acho que tinha que ter caixa só para atender quem quer cobrir oferta e os demais clientes serem atendidos em outros caixa. Quer comprar a oferta do mercado X, vai no mercado X e não no Y. Um saco!

    • Avatar mums disse:

      Também não gosto dessa mania de irem misturando as nossas compras com as compras dos outros, ainda mais hoje, que não podemos confiar em ninguém! Já pensou a pessoa que passou no caixa antes de você se aproveitando da situação e levando produtos que você pagou pra casa dela? Infelizmente é possível… Esse negócio de pedir pra família inteira segurar lugar nos caixas com uma compra de dois carrinhos lotados também é a morte! hahaha

  • Avatar Marcela disse:

    Ahhhhh, sem falar que a gente passa horas escolhendo as melhores frutas e o operador do caixa age como se tivesse lidando com saco de cimento. Esses dias tive minhas peras maravilhosas sendo jogadas da balança para a área de embalagem e fiquei uma fera!! Tive que dizer ao operador que se eu quisesse purê de peras eu mesma faria e mandei cancelar o produto!

  • Avatar Laura disse:

    Eu evito fazer compras em épocas e horários mais cheios, pois sei que vou me aborrecer.
    Eu faço compras em supermercados que vendem atacado, aí os carrinhos são daqueles grandões. Claro que o povo quando quer alguma coisa, estaciona o carrinho no meio do corredor e fica olhando as prateleiras para ver o que vai pegar. Aí vc tem que esperar a boa vontade do cidadão para poder passar.
    Outra coisa que me dá agonia é gente que entra na fila do caixa e fica saindo o tempo todo para pegar mais alguma coisa, aí a gente que fica atrás tem que ficar empurrando o carrinho do indivíduo. Ai, ai…

  • Avatar Ana Paula disse:

    e agora no final de ano, então…, você vai comprar num dia e horário pra não pegar fila, nem gente mal educada mas não adianta, parece que sai gente num sei daonde com dinheiro na mão louco pra gastar… aí vc pensa: que dia do mês é hj mesmo? ou…, será que anteciparam o 13o desse povo e o meu não?

    • Avatar Priscila disse:

      Final de ano é um inferno, fila todos os dias e horários, povo recebe algo a mais e parece que gastar tudo é uma obrigação. Fora os primeiros dias do janeiro, onde somos "agraciados" com vários produtos faltando nas gôndolas rsrsrs.

  • Avatar Quéroul disse:

    Posso completar com outras reclamações?

    Caro SUPERMERCADO: coloque as plaquinhas de preço junto ao produto, não no produto do lado, ou não em lugar nenhum. Eu sei que eu devo ler a placa e confirmar o valor, mas às vezes é apenas má fé de vocês colocar tudo bagunçado pra eu pagar mais caro sempre.

    Vale também pra promoções: não adianta colocar uma gôndola no meio do mercado com a promoção de um produto que tá em outro lugar. às vezes eu não passo por ela, e chego no caixa e fico sabendo que podia ser mais barato.

    E, por favor, SEMPRE SEMPRE SEMPRE faça a conferência dos preços: o que está na plaquinha TEM que estar no caixa. Porque não sou obrigada a ouvir xingamento de gente impaciente na fila porque temos que ficar esperando a mocinha dos patins – ou equivalente – ir rodar o mercado todo pra confirmar o preço que eu vi (e aí, normalmente, voltamos à reclamação um…).

    Mais que o povo mal educado, a má fé de grandes redes me matam de desgosto. Sou assídua frequentadora do Reclame Aqui, e já recebi sei lá quantas ligações de gerente pedindo desculpas. E continua não adiantando nada…

    Humpf.

  • Avatar Nanda disse:

    Eu tambem tenho deixado para ir ao mercado bem cedo quando abre… em relacao a embalar as compras.. eu viro pro caixa e falo, assim que eu terminar de embalar as compras e colocar no carrinho eu pago…

  • ahh eu acrescentaria outra coisas a sua lista como por exemplo passar a compra no caixa e 'esquecer' o carrinho do lado de dentro atrapalhando as pessoas. E a falta de respeito pelo próximo ao parar o carrinho no meio do corredor ou não ter pressa de passar a compra pelo caixa sem se importar com as pessoas que estão aguardando na fila.

  • Avatar Marcella disse:

    Antes de ler o blog eu realmente pensava em fazer terapia!rs Parecia que só eu ficava estressada no supermercado! Minha família toda ama fazer compras (eu também amava mas, assim como você, de uns tempos pra cá tem sido difícil…). Supermercado só pela manhã, logo ao abrir, e fora de dia de pagamento. Mas como nem sempre isso é possível, o estresse rola e, como o amigo disse, melhor contar até dez, ler um livro…

  • Avatar Giórgia disse:

    Nossa….colocou em palavras o sentimento aqui de casa…quarta-feira saímos do mercado sem comprar nada depois de 40 minutos…não tinha nada nas gôndolas, atendentes mal educados, filas imensas, pessoas mal educadas por todos os lados, enfim, devolvemos os produtos do carrinho e fomos embora..pois é..pelo visto terei que começar a ir ao mercado domingo de manhã! Igual vovós!..rs…

    Beijo

  • Avatar Tatiana disse:

    Esqueceu do mau humor de muitos caixas e das conversas paralelas (sobre qualquer coisa, qualquer coisa MESMO), com os caixas vizinhos.

  • Falou tudo Tati!
    Eu tb estou nessa, adorava ir ao super, agora fujo com todas as forças.
    Ah! E ainda tem aqueles sem noção que param o carrinho no meio do corredor, e param pra bater um papo. Se você pedir lincença e atrapalhar a conversa leva um olhar que dá até medo. Fora os atropelos dos meninos que buscam os carrinhos. Outro dia tive que pular pro lado pois o menino iria passar por cima de mim com pelo menos 10 carrinhos. E se fosse um velhinho?
    Eu agora vou pela manhã e nunca aos finais de semana.
    Beijos

  • Avatar Jorge Okamoto disse:

    1. Prefira os supermercados 24h. Eu faço mercado aos domingos bem cedo.

    2. Sobre os operadores de caixa, lembre-se que vivemos num país em desenvolvimento (de não sei o que…)

    3. Eu ainda não sei se o Wal-Mart faz isso ainda, mas lembro que na época que fazia compras neste supermercado, o caixa-rápido era muito rápido mesmo. Enquanto você estava na fila, já vinha um atendente perguntando se era somente aquilo que você iria comprar até chegar a sua vez e caso positivo, ele já fazia a leitura dos produtos e te dava um cartão que era só chegar no caixa e pagar 🙂

    4. Caso realmente o supermercado que você vai, você enfrenta filas e mais filas, sugiro comprar um smartphone ou tablet com acesso a internet para passar o tempo, ou mesmo um livro 😉

    • O sistema que mencionou deve ser muito bom mesmo mas aos que nao tem nao julgue o caixa nao pq nao depende so da gente e sim de vcs tbm, falta de respeito vcs chegarem se achando a bola da vez com 15 volumes no caixa de 10 e ainda fazem barraco, que vergonha.

  • Avatar Fernanda disse:

    Realmente está ficando difícil……a verdade e que falta educação…….

  • disse tudo,fora aquelas pessoas sem noção que larga o carrinho em qualquer lugar e acabar rolando aquele trânsito.

    =)

    • Avatar ohhrosie disse:

      nossa, eu ia falar EXATAMENTE isso…o que mais me irrita são as pessoas que largam o carrinho em qualquer lugar. CUSTA colocar na área de carrinhos? e no estacionamento, que eles deixam atrás de um carro (que pode ser o meu)? aaaffff

    • Avatar Priscila disse:

      E aquelas pessoas folgadas, que por terem comprado poucas coisas ou que vão utilizar o serviço de entrega do mercado, simplesmente largam o carrinho tapando a passagem no caixa na nossa frente e vão embora? Claro que eu posso tirar o carrinho dela da frente para passar o meu, mas além de atrapalhar eu acho o cúmulo pois parece que a pessoa pensa que o cliente que está atrás é seu empregado, gentileza zero.

      Fora o "clássico" que sempre acontece comigo, da pessoa que está na frente ser tão lerda pra passar as compras/empacotar/pagar que parece que ela tá a fim de ficar ali o dia todo e enquanto isso a pessoa que está atrás estar com tanta pressa que coloca as compras dela praticamente misturadas com as minhas na esteira, aff.

  • Avatar Dny disse:

    Tati, já faz muito tempo que acompanho o blog e não me arrependo, pois seus posts são leves e de grande utilidade no dia a dia..
    😀 quando eu li esse, quase que morro de rir da parte que cada um fica numa fila…eu e meu esposo fazemos isso. Mas qdo fazem conosco é outra coisa..

  • Avatar Elaine disse:

    Concordo em gênero, número e grau…

  • kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk….. desabafo total ne!! Mas realmente está ese nipe os supermercados de hj!!!

    • Na verdade a maioria dos problemas nem é do supermercado em sim, mas infelizmente dos clientes que lá compram… Brasilzão!!!! =/