Baunilha: Fava, Essência ou Extrato?

Hoje eu resolvi falar sobre a Baunilha em suas três variações. Para quem não sabe a Baunilha é uma orquídea trepadeira típica do do México (veja a foto abaixo). Ela dá umas favas que depois são curadas e vendidas para uso culinário. Essa fava preta que vocês estão vendo na foto. Ela deve ser aberta com uma faquinha afiada e as sementinhas devem ser raspadas e utilizadas, em geral em sobremesas. Tem aroma e um sabor maravilhosos!

planta-baunilha

A essência é aquele vidrinho menor que se encontra na maioria dos supermercados e se usa na maioria das receitas. É um produto artificial feito para “imitar” o sabor real da baunilha.  Já o extrato esse vidro com tampa de rolha é a minha versão caseira (existe também as industrializadas) são feitos com a baunilha de verdade também com finalidade culinária.

baunilha-diferenca

Eu uso as favas nas receitas, depois lavo, coloco em um vidro completo com vodka e guardo. A medida em que for usando novas favas eu vou colocando no vidro, e a medida em que vou usando o extrato nas receitas completo com mais vodka. Ele demora uns 4 a 6 meses para ficar bem escuro assim e bom para usar. Para ter uma ideia eu tenho esse meu desde 2010.

Se eu fosse recomendar diria para você usar sempre a fava, mas o preço é muito caro para a maioria dos mortais, o extrato também não é barato, mas se tiver oportunidade essas duas opções são infinitamente mais saborosas do que a essência.

28 comentários abaixo sobre Baunilha: Fava, Essência ou Extrato?

  • Avatar vanilovers disse:

    Oi, Tatiana!
    Que legal seu post… Adoro quando as pessoas falam de Baunilha! Precisamos divulgar mesmo, quanto mais melhor! Quem sabe assim não abrimos um mercado para o plantio de Baunilha no Brasil… Temos a Cooperativa Cabruca que planta lá na Bahia, mas é a única e a safra do ano passado foi praticamente toda perdida por problemas climáticos… Uma pena!
    Caso você não queria ir até o Mercadão, posso enviar as favas pra você! São fresquinhas e bem úmidas! Uma delícia… Fico à disposição, me manda um email no [email protected]! Se precisar de uma quantidade grande, tenho a granel também…
    Beijão!

  • onde eu acho aqui em Uberaba Mg entra no meu face PQ EU PRECISO

  • Avatar leila disse:

    Eu compro as favas no pão de açúcar. Custam 10,00.

    • Avatar Flávia disse:

      Leila,
      Tem alguma marca? Porque hoje vi no Pão de Açucar a fava por R$32,50, era da marca “Companhia das Ervas”, vem em uma embalagem que parece um tubo de ensaio. Foi essa que você achou?

  • Avatar Meira disse:

    Oi Ana Cláudia e Tati. Eu tbm sou de Sorocaba. No Mercado Municipal do centro tem comprei em uma das barracas de cereais, paguei 9,90.

  • Avatar Jurema disse:

    A preparação do extrato fica armazenada na geladeira ou na despensa?

  • Tati, também fiquei com dúvida sobre aproveitar a fava com a vodka. Acho que merece um vídeo! 😉

    • Eu acho que a dúvida é porque as pessoas não sabem como usar a fava, aí complica. Vou fazer um post depois sobre isso e emendo o assunto do extrato.

  • Embora os químicos digam felizes que a essência da baunilha foi a primeira IDÊNTICA a ser sintetizada por eles… e ajude aos POBRES mortais a terem uma impressão vaga do que é a especiaria… esse é também um exemplo perfeito que a SINERGIA do produto COMPLETO – perceptível apenas pelo uso da FAVA que apresenta MAIS DE UM COMPOSTO de valor aromático – é algo único… que foge a noção de ‘princípio ativo único’ (essencial) que norteia a Química e a Farmacologia ocidental… mas que é a base, por exemplo, da medicina chinesa… e da culinária… esta última tratando da prevenção de doenças e cuidando da alma de todos nós… Parabéns pelo blog de receitas… pois cuidam da mente e dos corações pela via mais saborosa!

  • Avatar Rosana Caram disse:

    Ótimas dicas! Muito bacana sei blog. Eu corto a fava de baunilha em alguns pedaços e coloco no açucareiro c açúcar orgânico misturado com mascavo….fica tudo em tons de marrom/bege…fica bonito, cheiroso e gostoso. Eu nao uso açúcar no café, mas quando faço esse açúcar com baunilha…coloco um pouquinho só pra sentir o sabor e o cheiro.

  • Avatar Izalira disse:

    Tati, o extrato feito em casa com a fava deve ser utilizado na mesma quantidade da essência industrializada?

  • Avatar Ani Bravo disse:

    Olá gosto do seu blog. Sua simpatia é um ingrediente importante e faz com que apreciemos seus posts. Quanto à baunilha eu preferiria usar a fava. Em São Paulo já comprei no Mercado Municipal, realmente é caríssimo. Gosto tanto que plantamos um pé aqui em casa, está lindo, a gente plantou junto ao tronco de uma árvore, mas não dá flor, porque aqui, com certeza não é o clima apropriado para ela (a baunilha). Então vamos nos conformando com a essência artificial.

    • Avatar vanilovers disse:

      Oi, Ani, há quanto tempo você plantou a orquídea?! Porque dependendo ela podem levar até 5 anos para dar a primeira fava… Pode ser só questão de tempo! 😉 Quero plantar também, só preciso de espaço! hahah
      Dá uma olhada na nossa loja virtual, tenho favas lá… (www.apaixonadosporbaunilha.com) As do Mercadão não recomendo muito porque além de caras, a maioria é seca porque nem sempre eles armazenam direitinho…! Beijão!

  • Avatar Nazira disse:

    Boa tarde, vce é muito competente amo suas receitas e dicas!!! Desejo que Deus ilumine sempre sua família.

  • Tati, como assim vc usa as favas com Vodka. Me esclarece porque nao entendi direito. Vc raspa as sementinhas e as usas e depois as favas vc nao joga fora mas sim as coloca no vidro e adiciona Vodka, é isso? Vc faz assim prá aproveitar tudo? Noa entendi direito, pode me explicar melhor? Obrigada.

  • Avatar miriam disse:

    Fiquei em duvida sobre um detalhe. Vc vai colocando novas favas dentro desse frasco antigo? achei que teria sempre que começar um vidro novo a cada fava nova. Miriam – mg

  • Avatar Ana Cláudia disse:

    Oi Tati! Tb moro em Sorocaba e gostaria de saber se vc encontra a fava aqui.

    • No supermercado São Bento, no Ikeda ou no Oba Hortifruti, mas nem sempre tem em todos esses lugares. Mas eu compro em São Paulo, aqui só se for emergência porque é bem mais caro.

  • Oi Tati, aqui na minha cidade é muito difícil encontrar a fava ou o extrato, o mais comum mesmo é a essência, acabo tendo que me contentar com ela! Gostei da sua dica de guardar as favas na vodca e dura bastante, né?! Vivendo e Aprendendo!! Rs
    Super beijo, ótimo dia! ❤️❤️