Bonitinho sim, Ordinário não!

Já não é de hoje que a moda dos finger foods invadiu todos os tipos de “festchinhas“, das mais informais aos mais badalados eventos. A ideia de servir petiscos de uma maneira descontraída, onde cada um se serve em porções únicas e bem decoradas realmente lançou um novo estilo. 
Tá gente, é legal servir comidinhas fofas, estilosas, mas tudo tem limite. Tenho visto cada coisa sem noção nesse universo finger food! 
Primeiro que às vezes nos apresentam umas coisas estranhas que não fazemos ideia do que seja. Tudo bem usar ingredientes criativos, mas é bacana colocar uma plaquinha com o nome, é uma questão de respeito, para que o convidado saiba o que lhe descerá goela abaixo.
Alguns petiscos são tão elaborados que deveriam vir com manual de instrução. O convidado não sabe se come a colher junto, se aquilo é papel ou um “crocante de qualquer coisa”, não sabe se enfia inteiro na boca ou se morde… Enfim, impera o constrangimento em nome da boa apresentação visual. 
Por isso eu digo: receber é pensar no bem estar geral do seu convidado e pagar mico não combina com sentir-se bem, falei?