in ,

Massa de Pastel

Algumas coisas realmente não compensam fazer em casa. E essa massa é uma delas. Ficou muito gostosa, eu diria que igual às compradas, mas o trabalho não compensa. Aí você deve estar se perguntando: “Então por que raios a lesada da Tatiana resolveu fazer? “Explico: Eu acho que tem muita gente que lê o Panelaterapia e mora no exterior, e é difícil achar massa de pastel por lá.

Também ocorre que muita gente que frequenta essa minha cozinha virtual não sofre do mal da preguiça culinária como eu, e até curte sovar uma massa de vez em quando. No meu caso eu fiz porque estava com vontade de pastel e não tinha massa em casa, achei mais fácil fazer do que sair para comprar. E foi assim:

Misture:
1 colher (sopa) de cachaça (ou outra bebida semelhante)
1 colher (sopa) de óleo
1 colher (chá) de sal
1/2 xícara de água morna
1 pitada de açúcar

Em seguida vá juntando a farinha de trigo até virar uma massa homogênea que não grude nas mãos (usei cerca de 2 xícaras). Cubra a massa com filme plástico e deixe descansar por meia hora.

Nesse período eu fiz o recheio. Usei peito de peru em cubos, tomate, cebola e muçarela. Tudo temperadinho com sal, azeite e orégano. Depois do descanso da massa eu usei um cilindro para abrir, mas, se você não tiver abra a massa em superfície enfarinhada com o rolo mesmo que dá certo. Corte retângulos e recheie como quiser. Frite em óleo quente.
Essa receita rende 20 pastéis pequenos ou de 8 a 10 do tamanho dos de feira.

Nosso Score
Clique para votar neste post!
[Total: 0 Média: 0]

Written by Tatiana Romano

Criadora do Panelaterapia. Reside em Sorocaba, deixou a profissão de Psicóloga e Professora para se dedicar à sua paixão pelas panelas e ao blog Panelaterapia que mantém desde 2009. Hoje se dedica a cozinhar, fotografar, escrever e brigar com a balança.

78 Comments

Lugar Marcado

Arroz Carreteiro