Sobá (ou quase)

Quem já foi para Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, com certeza conhece o Sobá. Um prato típico da Ilha de Okinawa no Japão. Com a chegada dos imigrantes Japoneses no Mato Grosso em 1908, a culinária típica japonesa se alastrou (que bom!!!). Sério é quase a comida típica matogrossense, de tanto que tem!!!


A Feira de Campo Grande (foto) é um dos pontos turístico que não pode faltar em nenhum roteiro! Não se parece em nada com as feiras livres que conhecemos. Claro que tem algumas poucas barracas de frutas, verduras e legumes, mas o forte mesmo são as barracas de comida. Na verdade são restaurantes mesmo, enormes, um seguido do outro. Lugares simples, porém limpos e com comida honesta. O cardápio é um espetáculo à parte: Churrasco, Dobradinha, Yakisoba, Yakimeshi, Sobá, costela de Pacu frita, tudo convivendo harmoniosamente! Eu adoro o Sobá que é macarrão com carne de porco ou vaca, tirinhas de omelete, cebolinha e caldo (que deve ser de carne).

Não sei exatamente como é a receita, porque culinária oriental é cheia dos “rituais”, mas o MEU Sobá é assim:

Macarrão Udon cozido no caldo de carne, omelete cortadinho em tiras finas, carne (usei maminha) em tirinhas refogada no shoyu e temperos à gosto e cebolinha picada.

Em uma cumbuca coloco o macarrão com um pouco do caldo de carne, adiciono um pouco mais de shoyu, e o resto dos ingredientes cada um em um cantinho (é assim que o Sobá é servido). Bom demais!!! Para a mulherada que gosta das minhas receitas light essa é uma boa dica, desde que não coma uma tonelada como eu acabei de fazer!

Ficou com dúvida?

Comente aqui no post ou Veja minha página de dúvidas frequentes

27 Comentários

  1. Iene Yamada disse:

    Adorei descobri seu blog ja fiz a receita do pão fofíssimo ficou uma delicia viu obrigada!!!

  2. Olá!
    Nasci e vivi a maior parte da minha vida em Campo Grande. No entanto, estou há 5 anos morando em Florianópolis e uma das coisas que mais sinto falta é do delicioso SOBÁ. Aqui, ninguém sabe o que é… por isso tb desenvolvi minha própria receita para matar a saudade do sabor, de vez em quando.
    A sua receita está ótima. Porém, acho que fica mais fácil cozinhar o caldo de carne separado do macarrão. Outro detalhe especial é o gengibre ralado para dar aquele gostinho ainda mais delicioso e, de quebra, acelerar o metabolismo 🙂
    Parabéns pelo blog!

  3. Oi Tati, moro aqui em Campo Grande e realmente todos as nossas visitas vao a feirona comer esse delicioso prato, uns adoro outros nao, mas de qualquer maneira o seu ou o original é uma delicia.

  4. Mag disse:

    Oi Tatiana. Eu moro aqui no litoral sul de Sp e em uma cidade próxima (Itariri), em todo mês de agosto, tem o Festival do Sobá e é uma delícia mesmo!!!! Nesta cidade – Itariri (próxima à Peruíbe) – moram muitos imigrantes e descendentes de imigrantes japoneses oriundos de Okinawa. Legal saber que este prato é conhecido e apreciado por aí tb. Bj.

  5. Aline disse:

    Faço isso sempre aqui em casa e nem o marido que morou dez anos no Japao sabia que o nome era esse. (Que vergonha)Rs.
    Meu caldo e feito com costelinha de porco, shoyu e hondashi. Tambem incremento com cenoura e vagem cortadas em tirinhas e cozidas. Num dia frio nao tem nada melhor.

  6. Anônimo disse:

    Nossa, que legal ter um pedacinho do MS aqui no seu blog!!! Vivo em Dourados-MS, mas já morei por 4 anos em Campo Grande… a feira é mto boa mesmo!!! E o sobá é prato típico na cidade…

    Entro sempre por aqui para pegar algumas dicas,já que adoro cozinhar!!!

    Gostaria de saber se vc tem alguma receita especial de peixe de água doce, como o pacú… que é muito típico por aqui e mto saboroso!

    Bjos…
    Parabéns pelo blog!

    Andressa

  7. Anônimo disse:

    Tatiana, descobri seu blog ontem (28 de julho) e amei!!! Quanta receita de dar água na boca!! Vou ficar sempre acompanhando!
    Um abraço,
    Talita – Brasília (DF)

  8. Rafaella disse:

    Oiii!! Olha que coincidência, eu aqui olhando suas receitas de massas, quando veja a matéria do aspargo e penso que aqui na minha cidade não consigo achar algumas coisas do blog e gostaria muito poder ter essa variedade e quando olho mais um pouquinho o que eu vejo?? O sobá daqui de Campo Grande!! Fiquei muito feliz de ver que já esteve aqui experimentando esse sobá que faz muito sucesso.

  9. Fla disse:

    Tati, você sabia que em SP existe a sobaria? Eu e meu marido estamos combinando de jantar lá no próximo domingo que vamos estar em SP. Tomara que dê certo. Fica perto do Parque do Ibirapuera, e lá tem linguiça de maracaju, tereré, sobá, sopa paraguaia, tudo que eu amo e morro de saudade de comer!
    E chipa eu acho no Extra… e agradeço ao padeiro cada vez que vou lá, eles já me conhecem…hahahaha.
    Beijos

  10. Kris Nardini disse:

    Tati, eu ADORO sobá!!!! Olha só você atiçando minhas lombrigas novamente!

  11. Uma delicia Tati! Adoro comida japonesa! Ficou lindo seu prato! Bjinhos

  12. Carol disse:

    Eu não vou nem me atrever a fazer pq "auto-controle" e "culinária japonesa" não podem nunca estar na mesma frase!!!! hahahahahahahahahaha

    Bjos!!! Bom fds

  13. Tânia Saj disse:

    Nunca fui para Campo Grande, mas já comi Sobá.
    Lindas as fotos desta feira!
    Beijinhos

  14. Cla disse:

    Delícia esse prato meninha, não conheço Campo Grande, mas acho que dá pra achar aqui pelas bandas de Sampa, não? Geralmente eu vou em um japonês self service e ainda não vi, mas próxima vez vou conferir o cardápio a la carte pra ver se encontro. Dica saborosa…

  15. Fla disse:

    Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh eu quero!
    Como assim a feira de lá agora tem teto? hahaha, que diferente, antes não tinha não, as barracas eram cobertas como as barracas aqui.
    Ai que delícia menina.
    Minha mãe tem a receita original do sobá, que é feito o caldo de carne com uma mistura dos ossos da bistequinha de porco e de carne e vai mais um monte de coisa.
    Em casa uma vez por ano rola com certeza.
    E a nossa versão genérica é feita com miojo…hahahaha. Foi com essa receita, do sobá falso feito com miojo que ganhei uma promoção da nissin no programa da Ana Maria…ahahaha.
    Ai que delícia e que saudade de Campo Grande.

    Beijos
    Fla

  16. Danieli C. disse:

    Que interessante isso. Normalmente a gente pensa que comida japonesa é só arroz, alga e peixe cru heheheeh. Por isso eu normalmente não gosto de comidas japonesas. Mas para essa eu vou ter que dar a mão à palmatória, parece ótima! Beijos

  17. Tatiana, me tira uma dúvida, please, porque pretendo fazer suas Batatas Crocantes Assadas neste sábado: no final você fala para repetir as camadas, mas é só de batatas, ervas e margarina ou repete a camada de farinha de rosca tb?
    Obrigada!!!

  18. Belas fotos! Muito bacana! Abcs

  19. Lia disse:

    Taty
    essa feira deve ser parecida com as feiras nordestinas, tirando as comidas japonesas.
    Bem legal!
    Bejus

  20. Paraéns pelo teu blog, muito bom!!!Um abraço.
    Maria Inês
    Porto Alegre/RS
    http://asreceitasfavoritasdoformigao.blogspot.com/

  21. ameixa seca disse:

    Ainda não comi mas tenho quase certeza que gosto 🙂

  22. Bá Farias disse:

    O grande desafio deve ser, mesmo, não comer uma tonelada! Porque, pela foto, deve estar tudo de bom!
    Beijos

  23. Dani disse:

    eita eita
    esse prato eu nao conhecia.. parece mt bom!!
    hummmmmmmmmmm

    beijocas

  24. Tati, eu ainda não experimentei esse prato mas adoro comida japonesa, é muito saudável e leve desde que se coma a quantidade certa.

    Muito bom entrar aqui e ver que sempre tem uma novidade. 🙂

    Beijos!

  25. Margarete, o segredo é ter tempo! Até janeiro desse ano eu trabalhava muito, horário comercial como analista de RH, professora de noite e ainda fazia pós aos sábados. Esse ano resolvi mudar as coisas e diminuir o ritmo. Só estou dando aula na faculdade (de noite), pois em breve quero engravidar também e estou curtindo horrores ser dona de casa, coisa que por muitos anos não pude ser… não sei se terei sempre tempo assim, mas bem que eu queria! Estou aproveitando em quanto posso!

    Bjs

  26. Margarete disse:

    Tati, que DELICIA!!! Sou suspeita em falar pq.casei com um japs… Agora me fala, como vc.consegue postar com tanta frequencia.Menina, te admiro, todos os dias tem post seu…. Dá a dica???Vc.programa? Preciso aprender este recurso…BJS>

  27. Nane Cabral disse:

    Olá Tati, confesso que nunca tinha visto essa receita, mas já está anotadinha. Bjinhos, Nane vovoqueensinou.blogspot.com

Deixe uma resposta